Saiba o que fazer em Curitiba em janeiro - BTG Hotéis & Resorts | As melhores opções de hotéis em Curitiba e Florianópolis.

A capital paranaense começa 2015 com o pé direito. Isso porque a cidade recebe a 33ª Oficina de Música de Curitiba, um evento que anualmente reúne artistas e apreciadores de diversas vertentes musicais para cursos, workshops e apresentações. De 8 a 28 de janeiro, música erudita e popular, rock, blues, música eletrônica e até mesmo música de raiz se encontram em apresentações e aulas previstas na programação, todas com preços bastante acessíveis.

Entre elas temos a apresentação do espetáculo que homenageia o centenário de Dorival Caymmi, as bandas Terra Sonora e Clan Mac Norse, dedicadas à pesquisa e resgate de sonoridades tradicionais e históricas. CWBrass Quinteto de Câmara de Metais e Orquestra e Coro também tem seu espaço garantido entre muitos outros. Os ingressos variam entre R$5 e R$10, sendo, em alguns casos, gratuitos.

Também voltado à música erudita, o projeto Temas – Obras para cordas e sopro encerra suas apresentações no Teatro do Paiol, com repertório que homenageia o compositor alemão Johannes Brahms e o russo Serguei Prokofiev. O concerto acontece no próximo sábado (10), com ingressos que variam entre R$ 5 e R$ 10.

Já o Menu Musical retoma suas atividades em janeiro, trazendo ao palco do Shopping Curitiba, gratuitamente, nomes como Deni Ribas, Leandro Kassan e Fabían Ferraz que promovem, em suas apresentações, uma mescla de diversos ritmos como a MPB, Jazz e Bossa Nova.

Exposições

A exposição Das Vozes da Cidade – Jaime Lerner, em cartaz no Museu Oscar Niemeyer até o dia 15 de março, reúne fotos, vídeos, depoimentos, croquis e maquetes, entre outros pertences do arquiteto, e traça um panorama da carreira de Lerner, que foi prefeito da cidade.

Outra Opção é a mostra \\\"Doublet_Páginas Móveis\\\", em cartaz na Galeria da Caixa. A montagem apresenta ao público o percurso artístico da produção de \\\"livros de artista\\\", realizada pela artista Edith Derdyk desde 1997. Os livros fazem parte de um espaço experimental que mostra o trânsito entre a palavra e a imagem, mixando técnicas artesanais com industriais.

A agenda se encerra com a exposição Os Maias – Civilização e Cultura na América, em cartaz no Museu Egípcio e Rosa Cruz até 30 de janeiro, com entrada gratuita. Na América Central o povo que mais se destacou foi o Maia, com suas grandes construções em pedra e uma arte refinada, movidas por uma religião fascinante, avançados conhecimentos científicos, como na área da medicina e da astronomia, e estruturas político-administrativas que permitiram sua existência por séculos.


Fonte: Gazeta do Povo

BUSCAR DISPONIBILIDADE

Desenvolvido por ledz.com.br